ENQUADRAMENTO DA POLÉMICA

Reportagem da SIC no Jornal da Noite de 2/7/2017

 

 

 

O Salão Recreativo Bracarense/S. Geraldo foi construído a partir de 1916 num lote surgido com a demolição do Convento dos Remédios. Foi sede de associações e acolheu as mais variadas iniciativas culturais: teatro, cinema, circo, conferências, exposições, congressos, etc. A decoração do edifício e a disposição da sala principal e do bar foi bastante alterada em 1949-50 com a adaptação a cineteatro. É nessa altura que muda de denominação para S. Geraldo, reabrindo a 1 de Junho de 1950. Funcionou até ao início dos anos 90 e partir daí apenas esporadicamente.

No Programa  Estratégico de Reabilitação Urbana do Centro Histórico em vigor e que orienta toda a reabilitação no centro prevê-se a reconversão do Cinema S. Geraldo de forma a “possibilitar uma oferta qualificada no Centro Histórico de Braga de uma estrutura vocacionada para eventos – encontros, seminários, reuniões de pequena dimensão, que possam atrair as dinâmicas de outras instituições, que atualmente têm sede na cidade, mas que se localizam nas zonas de expansão”.

PERU 2011 EM VIGOR2

Em 2015, respondendo ao Concurso de Ideias lançado pela Câmara Municipal de Braga que incluía o S. Geraldo, os três vencedores apresentaram soluções que previam a manutenção de um S. Geraldo cultural, respeitando a sua história e memória e cumprindo o Programa de Reabilitação Urbana em vigor.

10254039_1043494285723331_6157473564995989814_n

Ao mesmo tempo as Grandes Opções do Plano para 2016 da Câmara Municipal, nas dinâmicas de valorização patrimonial prevê-se a valorização do potencial patrimonial e histórico de vários edifícios/conjuntos, entre eles, o “Teatro São Geraldo/Edifício Pé Alado” (sic). 

Porém, no início de Fevereiro de 2016 foi tornada pública uma solução que prevê a demolição do interior, mantendo apenas a fachada do S. Geraldo, demolindo totalmente o Pé Alado e em total contradição com os documentos referidos.

Diversas associações, cidadãos, grupos profissionais, partidos e movimentos políticos manifestaram sérias preocupações com a solução apresentada que destrói a segunda sala de espetáculos de Braga. Que tipo de reabilitação e valorização do edificado queremos afinal para a cidade?

 

 

 

 

 

 

1 thought on “ENQUADRAMENTO DA POLÉMICA”

  1. Como cidadã bracarense, acredito que poderá haver uma solução que preserve a sala de espectáculos do S. Geraldo, encontrando soluções que não esqueçam o passado e enriqueçam o nosso presente e o nosso futuro.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s