Necessidade de Palco – 25 de Abril de 2017

Às vezes não é fácil falarmos sobre a cidade. Muito menos é fácil fazermo-nos ouvir. O 25 de Abril assinala a data certa para falarmos. Falarmos do que nos apetecer. Do S. Geraldo e do seu futuro também. A cidade só se se constrói com debate e diferentes pontos de vista. Para assinalar a liberdade e o 25 de Abril, o S. Geraldo Cultural propõe um púlpito em pleno largo Carlos Amarante para quem quiser falar sobre a cidade. Um Speaker’s Corner amovível e temporário. Não é preciso reserva ou inscrição prévia. Basta aparecer!

Ciclo – Em Abril É Do S. Geraldo Que Me Lembro | fotografia de Luís Braga Simões

Intervenções dos cidadãos:
.Pedro Pinheiro Augusto VER VÍDEO
.António Fidalgo VER VÍDEO
.António Lobato Costa VER VÍDEO
.José Miguel Braga VER VÍDEO
.André Gomes da Silva VER VÍDEO
.Paula Nogueira VER VÍDEO
.Sara Barbosa VER VÍDEO
.Amadeu Santos VER VÍDEO
.Carlos Almeida VER VÍDEO
.Joaquim Barbosa VER VÍDEO
.Luís Cunha VER VÍDEO
.Alexandre Basto VER VÍDEO
.Maria do Carmo Antunes VER VÍDEO
.José Ribeiro VER VÍDEO
.Manuel Miranda VER VÍDEO
.José António Barbosa VER VÍDEO
.Cristina Brandão Lavander VER VÍDEO
.Armando Caldas VER VÍDEO
.Catarina Miranda VER VÍDEO

Faz hoje 100 anos!

Completam-se hoje 100 anos sobre a autorização camarária para a construção do Salão Recreativo/S. Geraldo! Aquela quarta-feira de 25 de Agosto de 1916 mudou a história de Braga e permitiu que muitos milhares de pessoas ao longo de várias gerações se divertissem com a magia das artes como só os teatros nos sabem proporcionar. Não sabemos ao certo qual foi o primeiro evento, mas em 1924 havia atividade regular. No palco, que ainda hoje lá está, decorreram as mais variadas iniciativas: música e orquestras, cinema mudo, depois sonoro e a cores, teatro amador e profissional, circo e variedades, conferências – católicas mas também republicanas e da oposição -, festivais, congressos, reuniões e debates e até grandes jantares e festas empresariais.

Viveu e acompanhou as vicissitudes do Séc. XX português: o fim conturbado da 1ª República, a censura e o pensamento único do Estado Novo e a liberdade após o 25 de Abril que trouxe os filmes antes proibidos e os comícios partidários democráticos. O Salão Recreativo/S. Geraldo é desde há 100 anos a segunda casa de espetáculos de Braga. O desejo neste centenário é que se sigam mais 100 anos a encantar bracarenses

Incumprimento do Regulamento do Centro Histórico

requerimento

Após consultar e analisar o pedido de licenciamento em curso que previa a polémica demolição do S. Geraldo, o movimento cívico através de uma exposição escrita alertou em 6 de Maio a Câmara Municipal de Braga (CMB) para algumas irregularidades por via do incumprimento do Regulamento Municipal do Centro Histórico. A resposta veio agora: a CMB subscreve pelo menos parte da argumentação apresentada pelo movimento S. Geraldo Cultural, propondo o indeferimento do processo (caso o projeto não seja alterado). Vale a pena os cidadãos estarem atentos!

Rejeição da Recomendação de Salvaguarda do S. Geraldo

img_5651b

Em colaboração com o movimento S. Geraldo Cultural, as três forças políticas da oposição apresentaram na sessão de 29/4/2016 da Assembleia Municipal uma recomendação de arrendamento ou aquisição do S. Geraldo de forma a evitar a demolição desta sala de espetáculos. A proposta foi chumbada pela maioria PSD-CDS (na fotografia, os deputados que votaram contra).

Debate “S. Geraldo: demolir ou reabilitar?”

Este slideshow necessita de JavaScript.

No dia 5 de Abril de 2016 decorreu no Café Vianna o debate “S. Geraldo: demolir ou reabilitar?“. Uma sala cheia ouviu as intervenções de João Paulo Miranda Guedes (APRUPP, engenheiro civil), Maria Manuel Oliveira (arquiteta e docente) e Manuel Miranda (urbanista) e de quem da assistência quis participar. A Câmara Municipal recusou o convite feito pela organização. A RUM fez a cobertura noticiosa do debate.

A descoberta da primeira fotografia do interior do teatro original!

SALÃO RECREATIVO, 1935-1936 PB (2)

A pesquisa e recolha do máximo de elementos históricos e arquitetónicos relativos ao Salão Recreativo/S. Geraldo tem-nos feito deparar com achados incríveis como o desta fotografia há cerca de 80 anos atrás. Trata-se da única fotografia conhecida até ao momento da sala de espetáculos antes da remodelação em 1948-50! Apesar de ser um banquete quase exclusivamente masculino (e nacionalista), é possível ver que a banda musical (quarteto?) incluía duas mulheres!