São Geraldo, o cinema que morreu duas vezes?

IMG_2198B

Já que tanto querem fazer um mercado tipo Bom Sucesso, privilegiando o comércio e espaços de alimentação, por que razão não o fazem mesmo ao lado,no tenebroso Shopping Santa Cruz que está às moscas e em acelerado processo de degradação,com uma fachada que envergonha o Largo Carlos Amarante. Aí sim, e no âmbito da recuperação dos centros comerciais de 1ª geração, poderia ficar a tão desejada praça de alimentação, o mercado gourmet e o tal hotel, salvaguardando as pouquíssimas lojas de qualidade que lá existem (aliás só me estou a lembrar de uma).

Com algum esforço até se poderiam arranjar condignas instalações para a Junta de São Lázaro. Agora o São Geraldo, esse deixem-no para aquilo para que foi criado há quase um século: a cultura, sob todas as suas formas, e, fundamentalmente, o cinema, que ocupa um papel central na sua história, que lhe deu o nome, e que perdurará para sempre na memória de tantos bracarenses. Parafraseando o título de um filme de Alfred Hitchcock, seria muito triste que no futuro olhássemos para o São Geraldo como o cinema que morreu duas vezes.

José António Coimbra Barbosa